NOTÍCIAS

Operação retira cerca de duas toneladas de feijão com insetos do mercado no PR

O objetivo foi checar a qualidade da farinha de trigo disponível ao consumidor final. Na operação, em fiscalização aos depósitos de produtos no comércio, foram apreendidas cerca de duas toneladas de feijão com insetos vivos.

A operação, chamada de Conformidade 2é uma iniciativa do Serviço de Inspeção de Produtos de Origem Vegetal da Superintendência Federal Agropecuária do Paraná (Sipov /SFA-PR) e faz parte de um esforço da entidade de fiscalizar a qualidade e a conformidade de produtos e suas embalagens. "Além de garantir que os produtos à venda estão dentro das regras, a presença da fiscalização nos estabelecimentos tem ocorrido de maneira mais organizada e abrangente, permitindo que sejam constatados problemas com outros produtos, como foi o caso do feijão apreendido pela equipe de auditores do escritório de Londrina", explica o chefe do Sipov/SFA-PR, auditor fiscal federal agropecuário Glauco Bertoldo.

A iniciativa teve início em julho deste ano, com a operação Conformidade 1. Foram colhidas 87 amostras de milho pipoca, canjica de milho, amendoim, ervilha e lentilha. As embalagens de amendoim estavam fora do padrão exigido, e foram detectados problemas na qualidade da ervilha. "As embalagens de amendoim estavam de acordo com uma instrução normativa que já foi revogada, mas os embaladores tinham até o mês de agosto para se adequar às novas regras. Parte das amostras de ervilha estava fora do padrão, e as empresas produtoras foram autuadas", conta o auditor fiscal agropecuário José Roberto Viccino. Os dois produtos serão fiscalizados novamente em 2018.

A segunda etapa da iniciativa batizada de Prosit ocorreu em outubro e teve foco no rótulo das cervejas importadas e comercializadas no Estado do Paraná. Foram recolhidas 124 amostras, de 24 importadoras em 18 estabelecimentos comerciais. Todas as amostras apresentaram problemas na rotulagem. "As empresas serão autuadas e convocaremos os importadores para orientá-los sobre os problemas encontrados", explica a auditora fiscal agropecuária Claudia Hirt dos Santos, também do Sipov-PR.

Sobre os Auditores Fiscais Federais Agropecuários

O Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais Federais Agropecuários (Anffa Sindical) é a entidade representativa dos integrantes da carreira de Auditor Fiscal Federal Agropecuário. Os profissionais são engenheiros agrônomos, farmacêuticos, químicos, médicos veterinários e zootecnistas que exercem suas funções para garantir qualidade de vida, saúde e segurança alimentar para as famílias brasileiras. Atualmente existem 2,7 mil fiscais na ativa, que atuam nas áreas de auditoria e fiscalização, desde a fabricação de insumos, como vacinas, rações, sementes, fertilizantes, agrotóxicos etc., até o produto final, como sucos, refrigerantes, bebidas alcoólicas, produtos vegetais (arroz, feijão, óleos, azeites, etc.), laticínios, ovos, méis e carnes. Os profissionais também estão nos campos, nas agroindústrias, nas instituições de pesquisa, nos laboratórios nacionais agropecuários, nos supermercados, nos portos, aeroportos e postos de fronteira, no acompanhamento dos programas agropecuários e nas negociações e relações internacionais do agronegócio. Do campo à mesa, dos pastos aos portos, do agronegócio para o Brasil e para o mundo.

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura