NOTÍCIAS

Período pré-colheita do café exige cuidados redobrados do produtor

Nesta fase é importante também manter a lavoura bem preparada para a safra seguinte.

Estimativas da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) apontam que o Brasil deverá produzir 50,92 milhões de sacas de 60 kg de café em 2019, uma redução de 17,4% em relação ao ano passado. O período que antecede a colheita – já iniciada em algumas regiões do País – é considerado um dos mais importantes no ciclo da lavoura. “É um momento que exige muita atenção do cafeicultor, para que possa ter uma melhor qualidade do produto colhido e também manter a lavoura bem preparada para a safra seguinte”, alerta o gerente de pesquisa da Satis, Aedyl Lauar. A empresa mineira especializada em produtos de nutrição vegetal acompanha de perto a evolução da cultura do café pesquisando junto aos produtores os resultados da aplicação de suas soluções.

Lauar afirma que entre os fatores que podem provocar insucessos neste período, estão as doenças tardias como FerrugemCercosporaMancha AureoladaPhoma e Antracnose. Estas doenças provocam perdas significativas na produção e também danos extremos nas plantas como desfolha acentuada, morte de ramos e até mesmo morte de plantas, prejudicando enormemente a safra seguinte. Ele acrescenta que em algumas regiões, como o Sul de Minas, ainda ocorre infecção de Fusarium nos frutos, prejudicando seu desenvolvimento e qualidade de bebida. Esses problemas podem levar a uma redução de 70% na safra seguinte.

Vários fatores podem favorecer o surgimento de infecções tardias, entre os quais a redução na aplicação de produtos à base de cobre, produtos e doses inespecíficos para o controle/prevenção e nutrição inadequada. Para o auxílio no manejo dessas doenças, a Satis disponibiliza para o cafeicultor a solução Fulland, pois devido sua estrutura química molecular, apresenta uma grande interação com as moléculas dos fungicidas, melhorando a performance dos tratamentos, reduzindo ou mesmo evitando as perdas. A empresa também oferece outras soluções para a cultura do café. Da linha especial enriquecida com aditivos, há o produto Mathury, fonte de potássio que contribui para a regulagem de processos como o amadurecimento dos frutos.

O Mathury tornou-se um produto conhecido pela sua ação na uniformização dos frutos do café e há outros produtos que também podem fazer a diferença no manejo, na qualidade e no rendimento das lavouras. É o caso do Fulland para estimular a produção e substâncias de autodefesa da planta, do Sturdy para ajudar o melhor desempenho em condições adversas e do HumicBor que, por ser um produto líquido com alta concentração de boro solúvel, proporciona alta eficácia na reposição ou complementação do nutriente, muito importante para vários processos fisiológicos do cafeeiro.


ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura