NOTÍCIAS

Pesquisadores avaliam o manejo de doenças da soja em regiões produtoras

Durante a viagem, organizada pela Bayer, especialistas de diversas localidades do país, terão a oportunidade de conhecer ensaios realizados a campo.

De 10 a 15 de fevereiro, a Bayer realiza a Expedição Fox Xpro, que reunirá diversos especialistas para trocar informações e discutir estratégias de prevenção das principais doenças que afetam a cultura da soja. Durante a expedição, os experts irão visitar a Fundação ABC, uma das mais renomadas instituições de pesquisa do Brasil, que está localizada em Ponta Grossa (PR), além de campos experimentais nos estados do Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. Em todas as localidades, os pesquisadores terão a chance de conhecer diferentes tipos de manejo e de testes para o controle de problemas como: ferrugem asiática, mancha-alvo, antracnose, mofo branco, oídio, mancha-parda e cercosporiose.

O objetivo dos encontros é mostrar in loco a performance das tecnologias disponíveis hoje em dia e apresentar o manejo inteligente como forma de potencializar seu principal benefício: o aumento de produtividade. Desta maneira, os pesquisadores poderão fazer comparativos entre as lavouras que utilizaram o fungicida Fox Xpro e as áreas testemunhas, que foram tratadas com outros produtos disponíveis no mercado.

Desenvolvido pela Bayer a partir de pesquisa conjunta entre Brasil e Alemanha, a formulação de Fox Xpro possui três ingredientes ativos - Trifloxistrobina, Protioconazol e Bixafem, a nova carboxamida exclusiva da empresa - que possibilitam ação tríplice nas principais doenças que atingem o cultivo.

A fórmula atua nas diferentes fases do ciclo de vida do fungo e proporciona mais sanidade das plantas. Dessa forma, a lavoura apresenta folhas mais sadias e verdes, o que poderá proporcionar maior potencial produtivo.

O fungicida também possui uma formulação com a tecnologia Leafshield, que auxilia a distribuição do produto na folha de forma rápida, tornando a pulverização mais eficaz.

"O fungicida Fox Xpro traz maior proteção à planta, manejo conduzido com excelência, produtividade com qualidade e sustentabilidade ao negócio do cliente e, consequentemente, à agricultura. Hoje, sem dúvida, ele representa um novo patamar de fungicidas no mercado brasileiro e os números da última safra comprovam esse desempenho", reforça Cecília Melo, gerente de Lançamento de Produtos da Bayer e responsável pela Expedição Fox Xpro. Nas 2.829 áreas com venda assistida do produto na safra 18/19 o resultado* foi de 80% de vitória com uma média de 3 sacas a mais por hectare no comparativo com o tratamento padrão do produtor.

"É muito importante para a Bayer ser reconhecida como uma empresa que além de oferecer soluções para o agricultor, dá suporte para a equipe de campo e valoriza o trabalho de profissionais altamente qualificados que nos ajudam a levar a inovação para o campo. Por isso, para essa expedição, fizemos questão de reunir alguns dos melhores experts do setor e das instituições mais renomadas, porque são eles que nos dão o respaldo para obtermos as melhores recomendações para as nossas tecnologias", explica.

Confira abaixo o roteiro da Expedição Fox Xpro:

Dia 10 de fevereiro - Ponta Grossa (PR)

Visita a Fundação ABC - instituição de pesquisa agropecuária privada, mantida pelos cooperados das cooperativas Frísia, Castrolanda e Capal. Além de visita a campo, onde será possível ver ensaios que demonstram o controle em uma região com forte pressão de oídio da soja.

Dia 11 de fevereiro - Sorriso (MT)

Visita à fazenda com campos experimentais da Fitolab, para análise do manejo de doenças como mancha-alvo, mancha parda (também conhecida na região como septória) e ferrugem asiática.

Dia 12 de fevereiro - Plantaltina (GO)

Ainda no Centro-Oeste, visitaremos o Instituto Phytus, onde serão observados ensaios principalmente para o controle de mofo-branco na cultura da soja. Além dos experts convidados pela Bayer para a expedição, haverá a participação também dos especialistas do projeto União dos Agrônomos Independentes (UIA), um programa de assistência para instruir produtores com foco em um manejo diferenciado.

Dia 13 de fevereiro - Uberlândia (MG)

Nesta região, será realizada uma visita a uma lavoura experimental da Juliagro, onde poderemos avaliar a incidência de mancha-alvo, mancha parda e ferrugem asiática.

Dia 14 de fevereiro - Passo Fundo (RS)

O último ponto de visitação será no Rio Grande do Sul, na área do Prof. Dr. Carlos Forcelini. O estado é o que tem o plantio mais tardio e teve mudanças no manejo deste ano em função da estiagem.

Websérie "Evolução da Confiança"

Recentemente, a Bayer lançou a websérie "Evolução da confiança" que conta o que cinco sojicultores de diferentes regiões do Brasil estão fazendo para produzir mais e melhor. Nos episódios, é possível acompanhar os desafios diários de Fernanda Falcão, de Passo Fundo (RS), Márcia Tozato, de Londrina (PR), Julio César Pereira, de Uberlândia (MG), Douglas Di Domenico, de Luís Eduardo Magalhães (BA) e Jonathan Lazaroto, de Lucas do Rio Verde (MT), para conseguir uma lavoura limpa, livre de pragas e doenças.

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura