NOTÍCIAS

Portfólio para lavouras de milho e soja é destaque da Nufarm no Dia de Campo C.Vale 2019

A edição 2019 do Dia de Campo C.Vale acontece no período de 15 a 17 de janeiro, na cidade paranaense de Palotina. O tradicional evento voltado à difusão de tecnologias e novos produtos visa ao aumento da eficiência das lavouras de soja e milho safrinha daquela região, segundo os organizadores.

No estande da Nufarm, os participantes do Dia de Campo serão recebidos com uma agenda focada nos herbicidas ZethaMaxx e Crucial, no inseticida para tratamento de sementes Inside FS e nos fungicidas Manfil e Rivax. Outro destaque da companhia no encontro será o programa Nufarm Care, voltado ao uso seguro e sustentável de defensivos agrícolas no Brasil.

De acordo com o gerente de Trade Marketing da Nufarm, Carlos Amadeu, o herbicida ZethaMaxx tem sido alvo de diversos estudos nas lavouras brasileiras de soja, sendo recomendado para controle de plantas daninhas como a buva e o capim-amargoso, na dessecação e no pré-plantio da oleaginosa. “ZethaMaxx tem amplo espectro de ação e favorece a preservação da molécula do glifosato”, resume Amadeu.

Já o herbicida Crucial, diz Amadeu, agrada aos produtores de milho e soja pela performance no controle de plantas daninhas mesmo nos períodos chuvosos. “O herbicida Crucial é formulado à base da tecnologia duplo sal que proporciona efeito mais rápido na comparação a outros glifosatos disponíveis no mercado”, afirma Amadeu.

O inseticida para tratamento de sementes Inside FS, de acordo com a Nufarm, comprova a cada safra seu desempenho superior no controle das principais pragas iniciais das culturas de algodão, milho e soja, incluindo o percevejo e a cigarrinha.

Da linha de fungicidas da empresa australiana os visitantes do Dia de Campo C.Vale saberão mais sobre os produtos Manfil e Rivax. “Manfil é um multissítio empregado com sucesso no manejo de resistência do fungo causador da ferrugem da soja. Rivax indicado ao manejo de resistência a fungicidas sistêmicos na cultura do milho, e para a cultura da soja tem sido reconhecido por diferenciais no controle de doenças de final de ciclo (DFCs)”, finaliza Amadeu.

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura