NOTÍCIAS

Preço médio do algodão em pluma registra queda de quase 8% em outubro, a mais intensa desde jul/14

Foto: Wenderson Araujo/CNA Brasil

O baixo interesse de compradores e a flexibilidade de vendedores mantêm enfraquecido os preços do algodão em pluma. Diante do bom volume esperado para a safra 2017/18, indústrias trabalham com estoques e adquirem apenas pequenos volumes no spot, na expectativa de novas desvalorizações. Em outubro (entre 28 de setembro e 31 de outubro), o Indicador do algodão em pluma CEPEA/ESALQ, com pagamento em 8 dias, recuou expressivos 7,67%, superando a queda de julho/18 (de 7,57%), e sendo a mais intensa desde julho/14 (quando caiu fortes 11%). 

Nos últimos sete dias (30 de outubro a 6 de novembro), especificamente, o Indicador registrou queda de 0,3%, fechando a R$ 2,9424/lp nessa terça-feira, 6. Verifica-se, ainda, “queda de braço” entre compradores e vendedores quanto ao preço e à qualidade. Demandantes apontam baixa a qualidade dos lotes disponibilizados até o momento. Conforme colaboradores do Cepea, esse cenário está atrelado ao fato de cotonicultores priorizarem as entregas de contratos, não ofertando a pluma no spot e, quando disponibilizam, parte é de lotes que foram contratados e não aprovados. 

 www.cepea.esalq.usp.br

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura