NOTÍCIAS

Presidente da Embrapa ministra aula magna no Instituto Biológico

O Instituto Biológico (IB-APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, recebe nesta quarta-feira, 4 de março, a partir das 11h, o presidente da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Celso Luiz Moretti, que ministrará a aula magna no curso da Pós-graduação em Sanidade, Segurança Alimentar e Ambiental no Agronegócio do IB. O tema abordado por Moretti na aula inaugural dos cursos de mestrado e doutorado do IB será “Cinco décadas de inovação agropecuária”. O evento é gratuito e aberto ao público externo.

Moretti é engenheiro agrônomo, mestre e doutor em produção vegetal e especialista em engenharia de produção com foco em gestão empresarial. É pesquisador científico da Embrapa há 23 anos e nos últimos nove anos tem se dedicado à gestão pública, sendo chefe geral do Centro Nacional de Pesquisa de Hortaliças da Embrapa e Chefe do Departamento de Pesquisa e Desenvolvimento da Empresa.

“Desde que o programa de pós-graduação iniciou as atividades no Instituto Biológico, em 2007, temos procurado trazer uma personalidade ligada à ciência e, principalmente, ao agro para ministrar a aula inaugural no início de cada ano letivo. Moretti assumiu a presidência da Embrapa em 2019 e acreditamos que sua experiência na pesquisa científica e também em gestão agregará muito para o programa de pós-graduação, seus docentes e, principalmente, para a formação dos nossos alunos”, afirma Marcelo Eiras, pesquisador científico e coordenador da PG-IB. Das personalidades que já ministraram aula magna no IB, destacam-se o ex-ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, e Carlos Henrique de Brito Cruz, então diretor científico da Fapesp.

O atual presidente da Embrapa tem ainda ampla experiência internacional, tendo apresentado trabalhos científicos, atuado como consultor e proferindo palestras, seminários e conferências em 22 países. É alumni da Harvard School of Government, professor convidado da Universidade da Florida, nos Estados Unidos, desde 2006, e professor honorário da Universidad Nacional del Santa, no Peru, desde 2010. Além disso, é autor de capítulos de livros, editor de livros técnicos e autor e coautor de trabalhos técnico-científicos em periódicos nacionais e internacionais.

PG-IB

O Instituto Biológico oferece curso de mestrado desde 2007 e de doutorado desde 2013. Totalmente gratuito, os cursos visam à qualificação de profissionais de alto nível para atuarem tanto no ambiente acadêmico como na iniciativa privada. Desde que foi criado, 190 mestres e 18 doutores foram formados pela instituição. Neste ano, 11 alunos de mestrado e oito de doutorado ingressarão no programa.

Segundo Eiras, no mundo todo, diversas instituições científicas como o IB possuem cursos de pós-graduação para qualificação profissional. “Sempre tivemos este sonho para o Instituto, que se concretizou em 2007. Anualmente, temos mais de 50 estudantes matriculados circulando pelos laboratórios e prédios do Instituto Biológico. Alunos das mais diversas formações acadêmicas e oriundos de diferentes universidades nacionais e internacionais. Eles não apenas absorvem informação técnico-científica, conhecimento e filosofias de trabalho. Eles nos trazem experiências profissionais e pessoais, e esse intercâmbio de conhecimento e cultura é muito importante para as instituições de ensino e pesquisa”, explica.

O coordenador do Programa de Pós-Graduação do IB afirma que, além da formação, os mestrandos e doutorandos do Instituto desenvolvem, sob a orientação dos docentes e com a participação de pesquisadores do IB e de outras instituições, pesquisa de caráter interdisciplinar da mais alta qualidade, que resultam na publicação de artigos científicos em revistas nacionais e internacionais, livros e capítulos de livros e apresentação de trabalhos em congressos científicos no Brasil e no exterior. “Além da geração e avanço no conhecimento, muitos dos resultados obtidos com as dissertações de mestrado e teses de doutorado dos nossos alunos têm aplicação prática e impactam diferentes elos das cadeias do agro no Brasil”, afirma Eiras.

APTA possui cinco programas de pós-graduação

A Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), por meio de seus Institutos de pesquisa, oferece cinco programas de pós-graduação. Todos os cursos de mestrado e doutorado são gratuitos. O primeiro curso foi iniciado em 1999 com o Instituto Agronômico. Desde então, IAC, IB, Instituto de Pesca (IP-APTA), Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL-APTA) e Instituto de Zootecnia (IZ-APTA), já formaram 1.011 mestres e 90 doutores.

Cursos oferecidos pela APTA

Pós-graduação em Agricultura Tropical e Subtropical IAC

Início do mestrado: 1999
Nota na CAPES: 4
Mestrandos em 2019: 28
Mestres formados: 451

Início do doutorado: 2009
Nota na CAPES: 4
Doutorandos em 2019: 9
Doutores formados: 72
Informações: http://www.iac.sp.gov.br/aread...

Pós-graduação em Sanidade, Segurança Alimentar e Ambiental no Agronegócio IB

Início do mestrado: 2007
Nota na CAPES: 4
Mestrandos em 2019: 31
Mestres formados: 190

Início do doutorado: 2013
Nota na CAPES: 4
Doutorandos em 2019: 19
Doutores formados: 18
Informações: http://www.biologico.agricultu...

Pós-graduação em Aquicultura e Pesca IP

Início do mestrado: 2004
Nota na CAPES: 3
Mestrandos em 2019: 36
Mestres formados: 186

Pós-graduação em Ciência e Tecnologia de Alimentos ITAL

Início do mestrado: 2015
Nota na CAPES: 3
Mestrandos em 2019: 31
Mestres formados: 32
Informações: http://ital.agricultura.sp.gov...

Pós-graduação em Produção Animal Sustentável IZ

Início do mestrado: 2009
Nota na CAPES: 4
Mestrandos em 2019: 38
Mestres formados: 152
Informações: http://www.iz.sp.gov.br/pos/


ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura