NOTÍCIAS

Produção de café na Bahia deve passar 3 milhões de sacas

Conforme segundo levantamento da Conab, a safra do café no brasil será de bienalidade negativa, o que naturalmente leva à produtividades inferiores à safra anterior. – Foto: Tony Oliveira/CNA

A Conab (Companhia Nacional de Abastecimento realiza) o acompanhamento da safra brasileira de café desde a safra 2001. Em seu segundo levantamento divulgado recentemente, as informações serão de uma safra de bienalidade negativa, que, naturalmente, possui produtividades inferiores à safra anterior. Essa é uma característica de culturas permanentes, sobretudo no café arábica, que é a maior produção do país.

Produção de café no Cerrado

A região do Cerrado apresenta diminuição de área em produção e expectativa de produção menor que 2018, podendo chegar a 332,5 mil sacas, conforme dados do 2° levantamento.

A região do Planalto prevê redução de área em produção de aproximadamente 7% em comparação à safra passada, além de expectativa de rendimento médio inferior àquela verificada em 2018, fazendo uma estimativa de produção de 904 mil sacas.

A região chamada de Atlântico sinaliza para decréscimo de área em produção, produtividade média esperada e produção final, alcançando 1,8 milhão de sacas de café, ante as 2,67 milhões de sacas produzidas em 2018.

Produção de café no Norte

Em Rondônia, a expectativa de leve redução da área em produção, porém com previsão de aumento de rendimento médio, impactando em uma produção de 2,1 milhões de sacas de café, exclusivamente do tipo conilon, sendo 7,3% maior que na safra anterior.

Produção de café no Sul

No Paraná, a área em produção deve se manter próxima àquela utilizada em 2018, no entanto a produtividade média esperada sinaliza crescimento de 5,3% em comparação à safra anterior. Espera-se cerca de 1,05 milhão de sacas de café nesta temporada.

Produção de café no Sudeste

No Rio de Janeiro, a produtividade média e área em produção estão inferiores àquelas verificadas no exercício anterior. Dessa forma, a produção esperada demonstra redução de 5,2%, devendo ficar em 328 mil sacas de café beneficiadas.

Produção de café no Centro-Oeste

Em Goiás, as estimativas de incrementos na área em produção estão cerca de 11,2%, 8,6% na produtividade média e 20,7% na produção final, devendo fechar em 235,9 mil sacas.

Em Mato Grosso, há diminuição de 9,3% na área em produção e expectativa de crescimento de 25,7% no rendimento médio, ambos em relação à safra passada, estimando assim uma produção de 118,8 mil sacas de café beneficiadas.

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura