NOTÍCIAS

Produtor passa a ter o primeiro tratamento de semente industrial à base de fungo do País

Diretor industrial da Koppert, Danilo Pedrazzoli.

Trianum DS (Trichoderma harzianum Cepa T22) é o primeiro produto biológico composto por fungo do Brasil que pode ser utilizado no tratamento de semente industrial (TSI). Elaborado com a cepa T22, desenvolvida por meio de uma fusão entre as melhores linhagens do Trichoderma harzianum, o produto é uma exclusividade da Koppert e apresentou nos campos demonstrativos realizados durante a safra 2019/20 redução significativa na incidência e severidade dos patógenos de solo (fungos e nematoides). Além disso, promoveu o crescimento de raiz e parte aérea das plantas, que acarretou um incremento médio de 3,4 sacas/ha nos campos de soja.

Uma das vantagens do produto é apresentar proteção dupla às plantas, pois tem potencial de proteger as raízes de dois patógenos - os fungos e nematoides de solo, que trazem grandes prejuízos aos agricultores se não controlados adequadamente. Para o diretor industrial da Koppert, Danilo Pedrazzoli, quando o Trianum DS é utilizado para TSI, o produtor tem a garantia de comprar a semente com o produto correto e na proporção e dosagem adequadas. “A semente já tratada facilita a operação, trazendo vantagens econômicas e de produtividade, principalmente para a cultura de soja”, explica.

Pedrazzoli ressalta a qualidade da cepa T22, considerada um “super Trichoderma harzianum”. “A Koppert tem o direito de uso global desse ativo desde a década de 1990. No Brasil, iniciamos as pesquisas para a utilização do produto em nossos biomas em 2009 e agora temos o Trianum DS disponível para o produtor local.”

Além disso, acaba a necessidade que o agricultor tinha de tratar a semente na fazenda com Trichoderma harzianum e plantar logo em seguida. “Com o Trianum DS o fungo fica viável na semente por até 60 dias após a realização do TSI, quando armazenada em local fresco e arejado”, orienta o coordenador de desenvolvimento agronômico da Koppert, Marcelino Borges Brito.

Para Fabiano Denis de Paula, diretor geral da Futura Agronegócios, parceira da Koppert no tratamento de semente industrial com biológicos, em Minas Gerais, o Trianum DS apresentou resultados excelentes em ensaios e acompanhamentos de safras. “O produto entrega eficiência e segurança no controle de nematoides e doenças de solo, garantindo maior produção por hectare e aumento da quantidade de vagens por planta. Estamos muito satisfeitos em poder utilizá-lo.”

Em relação ao TSI com biológicos, de Paula explica que é muito bem aceito pelos produtores rurais e seu uso tem sido crescente nas últimas safras.  “Temos perspectiva de crescer de 20% a 40% nesta temporada na adoção de biológicos no TSI”, diz.

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura