NOTÍCIAS

​Programa da Corteva que beneficia pequenos produtores em Pernambuco chega a Universidades

A Corteva Agriscience, Divisão Agrícola da DowDuPont, realiza hoje, em Recife, Pernambuco, um novo ciclo de treinamentos do Programa Prospera, que visa a capacitação de pequenos produtores e produtores da agricultura familiar, a fim de promover a geração de renda e o desenvolvimento das comunidades rurais. Em parceria com a Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) e o Colégio Agrícola Dom Agostinho Ikas (CODAI), a Corteva pretende treinar cerca de 250 pessoas, entre alunos da universidade, pequenos produtores e outros profissionais da agricultura. “Para essa fase teórica, cada aluno recebeu a missão de convidar um produtor para o treinamento, dessa forma, colaboramos com a conexão entre a universidade e a sociedade para, entre outras coisas, promover a extensão universitária. Os alunos da universidade são aqueles que, no futuro, estarão no campo para entender os  desafios dos produtores e trazer as melhores soluções de forma sustentável para o desenvolvimento da cultura do milho na região, assim como estimular o empreendedorismo rural. É importante que estejam devidamente capacitados”, explica Alexsandro Mastropaulo, gestor do programa Prospera da Corteva Agriscience.

A parceria com universidades começou com o Instituto Federal de Pernambuco (IFPE), onde foram treinadas cerca de 300 pessoas. E, até o fim da semana, além das turmas na UFRPE – Universidade Federal Rural de Pernambuco – e da CODAI, mais 150 pessoas participarão do treinamento do Prospera, dessa vez, na Escola Técnica Estadual de Palmares. “Após receberem os treinamentos em sala de aula, os participantes recebem treinamentos práticos no campo, através de lavouras demonstrativas e conduzindo suas próprias lavouras com alto nível de tecnologia e melhores práticas de manejo. Com isso, fica evidente para os produtores a diferença entre o sistema produtivo que eles utilizavam versus o sistema produtivo utilizado por grandes produtores brasileiros e ensinado a eles através do programa”, completa Mastropaulo.

O Prospera está totalmente alinhado com o propósito da Corteva. O programa oferece a pequenos produtores a oportunidade de aprender a conduzir suas lavouras com alto nível de conhecimento técnico, aumentando a produtividade e a renda desses agricultores em regiões menos favorecidas.

Desde 2017, o Prospera já promoveu mudanças na vida dos produtores participantes. Com o lucro gerado com o suporte do programa, os agricultores reinvestem em suas propriedades e se preparam para crescer. Antes do programa, parte desses trabalhadores colhia cerca de 10 a 15 sacas de milho por hectare. Com o Prospera esse número aumentou para 60 em 2017 e cerca de 70 sacas em 2018. A expectativa para 2019 é de 80 sacas por hectare.

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura