NOTÍCIAS

Programa nutricional para culturas anuais e perenes apresenta linha de adjuvantes

A Compass Minerals apresentará na 20ª edição da Feacoop – Feira de Agronegócios Coopercitrus, que ocorre de 29 de julho a 1 de agosto, em Bebedouro (SP), o Programa Nutricional Supera, que disponibiliza aos produtores fertilizantes de solo, produtos para tratamento de sementes, fertilizantes foliares, produtos de ação fisiológica e adjuvantes com diferentes tecnologias. O programa estimula o metabolismo vegetal, aumenta a capacidade de absorção e uso de água e nutrientes, reduz os vários estresses que ocorrem durante o desenvolvimento das culturas e promove maior expressão do potencial produtivo, com um portfólio que atende às culturas anuais e perenes.

"O agricultor está cada vez mais técnico e nós, acompanhando esta demanda, estamos trazendo novas tecnologias em nutrição e fisiologia vegetal e maneiras inovadoras de entrega de nutrientes para as principais culturas no Brasil e América do Sul, com investimento em pesquisa e desenvolvimento crescente. O conhecimento técnico vai ser cada vez mais importante na tomada de decisão. Quanto mais tecnologia embarcada em um produto, melhor eficiência e produtividade. E é nesse sentido que estamos trabalhando", declara o gerente regional do Estado de São Paulo na Compass Minerals, Sílvio Nascimento.

Eficiência nas pulverizações

Substâncias ou compostos sem propriedades fitossanitárias, exceto a água, que são acrescidos numa preparação de caldas com a finalidade de aumentar a eficácia, facilitar aplicações e diminuir riscos, os adjuvantes agrícolas são ferramentas para minimizar as variáveis que comprometem o manejo das culturas. Misturados na água durante o preparo da calda, proporcionando seu condicionamento, potencializando o pulverizado, além da eficácia, também se destacam como produtos a favor da economia: quando bem utilizados, permitem, por exemplo, a redução das perdas dos defensivos agrícolas.

"O adjuvante tem um papel fundamental. Faz parte do sistema de pulverização. É tão importante quanto um equipamento bem regulado e os produtos que vão ser usados na calda. Ele tem a função de fazer a ligação entre o equipamento, clima e produtos utilizados", explica o gerente de Produto da Compass Minerals, Felipe Pagani. Ele recomenda que o adjuvante seja o primeiro a ser colocado na calda para condicionar a água a receber os produtos que virão depois. "Ele melhora a qualidade da calda, ajuda as gotas a saírem do equipamento e a chegarem no alvo. Depois, melhora a retenção, espalhamento, penetração e eficiência da aplicação", completa.

Com diferentes aspectos agronômicos e facilidade operacional e qualidade das aplicações, a linha de adjuvantes Helper – produtos para culturas perenes, dessecações, aplicações de fungicidas e inseticidas e também aéreas –, poderá ser conferida pelo produtor que visitar o estande da Compass Minerals na 20ª Feacoop. Ela faz parte do Programa Nutricional Supera e minimiza problemas como deriva, evaporação de gotas e problemas de incompatibilidade em misturas. Dessa forma, apresenta eficiência dos produtos aplicados e contribui para o manejo adequado da lavoura, o que reflete em melhor performance e aumento de produtividade.

Ação em todo sistema de pulverização

Na calda

  • Quelatizar Ca e Mg, diminuindo teores dos íons, evitando interações com os produtos aplicados, com maior uniformidade de calda;
  • Reduzir espuma, diminuindo as perdas durante o abastecimento de defensivos;
  • Emulsionante, uniformizando fases oleosas com as aquosas;
  • Dispersantes e solubilizantes, para uniformizar a calda com diversas formulações.

Nas gotas 

  • Padronizar as gotas, tornando-as semelhantes, aumentando o número de gotas viáveis nas pulverizações;
  • Redução de deriva, diminuindo a % de gotas extremamente finas;
  • Redução de evaporação, com tecnologia exclusiva, mantendo as gotas estáveis por mais tempo. 

Nas folhas 

  • Aumento do espalhamento, pela redução de tensão superficial, aumentando a área de contato das gotas;
  • Umectação, aumentando o tempo de vida da gota sobre as folhas;
  • Retenção de ativos, com tecnologia exclusiva, diminuindo perdas principalmente por lavagem de chuva;
  • Penetração, com maior afinidade com a cutícula, favorecendo a penetração dos ativos em curto, médio e longo tempo após a aplicação;
  • Sistemicidade, favorecendo a translocação dos ativos pela folha, aumentando a ação sistêmica dos defensivos.
ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura