NOTÍCIAS

Programas de segurança para agroquímicos ancoram encontro internacional no Chile

O pesquisador Ramos no laboratório de última geração do programa Quepia, em Jundiaí (SP).

A entidade de abrangência global Crop Life Internacional, que congrega empresas e entidades ligadas ao setor de Ciência das Plantas, realiza nos dias 1º e 2 de outubro, na capital chilena, um evento centrado no aprimoramento de padrões de segurança envolvendo defensivos agrícolas na América Latina. Na ocasião, três projetos da área adotados no Brasil, com resultados expressivos, serão apresentados com objetivo de fomentar iniciativas semelhantes em 18 países agrícolas latino-americanos.

Idealizados pelo pesquisador Hamilton Ramos, do Centro de Engenharia e Automação do Instituto Agronômico (CEA-IAC) – órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, na cidade de Jundiaí -, os programas Aplique Bem, IAC-Quepia de Qualidade de Equipamentos de Proteção e Unidade de Referência em Tecnologia e Segurança na Aplicação de Agroquímicos, são inovadores e exibem número crescente de adesões.

O Aplique Bem, por exemplo, em parceria com a empresa indiana UPL, serve a propriedades de pequeno, médio e grande porte com apoio de laboratórios móveis chamados TechMoveis, adaptados sobre caminhonetes. Agrônomos do projeto treinam agricultores e trabalhadores rurais nos locais de trabalho destes. Os encontros têm foco em equipamentos e medidas efetivas para o produtor fazer o manejo seguro e tecnicamente eficaz de defensivos agrícolas.

Conforme ressalta Ramos, em 12 anos de existência o Aplique Bem já beneficiou 68 mil pessoas no Brasil e mais sete países na América do Sul, América Central e África. Somente no País, serão 300 treinamentos este ano.

Já o programa IAC-Quepia, com 13 anos completados em 2019, tem por metas analisar, desenvolver e certificar a qualidade de equipamentos de proteção individual agrícola (EPI). Ramos destaca que as ações do Quepia permitiram reduzir de 80% para 20% o índice médio de reprovação a equipamentos do gênero, comercializados pela indústria brasileira da área e por empresas internacionais.

Mais recente dos programas, a Unidade de Referência em Tecnologia e Segurança na Aplicação de Defensivos Agrícolas (UR) ministra cursos para agrônomos de companhias do agronegócio. Esses profissionais recebem capacitação para disseminar dentro das empresas os treinamentos da UR. Após o curso, assinala Hamilton Ramos, multiplicam conhecimento adquirido e qualificam trabalhadores para usar defensivos agrícolas de forma sustentável.


ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura