NOTÍCIAS

Relatório do USDA mostra cenário de preços negativos para milho e trigo

Os preços do milho também foram impactados pelo aumento nas safras do Brasil e Argentina, que ficaram acima do esperado. – Foto: Wenderson Araujo/CNA

O mercado de grãos reagiu de forma variada à divulgação do relatório de oferta & demanda do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, na sigla em inglês) divulgado no dia 9 de abril. As informações foram positivas para os preços da soja e ruins para as cotações do milho e do trigo, segundo análise feita pela DATAGRO Consultoria.

No pregão do dia do relatório os preços da soja na Bolsa de Chicago (CBOT) subiram levemente após a divulgação, refletindo o corte acima do esperado nos estoques finais dos EUA, e do aumento abaixo do esperado no mundo para a safra 2018/19, enquanto o mercado esperava por aumentos maiores. O leve aumento na safra do Brasil amenizou o suporte. No fechamento do contrato spot da soja (maio) os preços acabaram na estabilidade.

Em relação ao milho, as revisões das informações foram negativas para os preços. Especialmente por conta do aumento acima do esperado nos estoques dos EUA e no mundo. Os preços também foram impactados pelo aumento nas safras do Brasil e Argentina, que ficaram acima do esperado. No dia do relatório a posição spot fechou estável.

Já para o trigo, as informações do USDA também foram negativas aos preços, tanto nos estoques dos EUA como do mundo, levando a forte recuo na CBOT. No dia do relatório a posição spot subiu e fechou em queda de US$ 5.85 cents/bushel.

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura