NOTÍCIAS

RiceTec testa novos materiais com a indústria arrozeira

O mais recente programa de Pesquisa e Melhoramento da RiceTec tem como principal objetivo desenvolver cultivares híbridas de arroz com alto potencial produtivo e adequada qualidade de grãos para os países do Mercosul. - Foto: RiceTec

A multinacional de tecnologia em sementes de arroz, RiceTec, se reuniu na última semana com uma das maiores empresas de alimentos da América do Sul, em Camaquã (RS), para testar seus novos materiais.

A prova, realizada com exclusividade para a indústria, testou materiais da nova genética desenvolvida pela RiceTec, como o XP117, um híbrido de potencial produtivo e qualidade de grãos. Na ocasião, foram analisados os pontos agronômicos de cada um dos quatro materiais apresentados, que estão prestes a serem lançados para os produtores gaúchos e catarinenses.

Um desses materiais, o próprio XP117, já está em seu primeiro ano comercial. As primeiras áreas semeadas ficam na Granja Quatro Irmãos, em Rio Grande. Os diretores da propriedade, Leandro Flores e Jorge de Barros Iglesias, também acompanharam os testes realizados com a indústria de arroz. “É um híbrido de alto potencial produtivo, de ciclo médio e alto vigor inicial. Estamos muito satisfeitos com o desempenho no campo”, destacou Jorge Iglesias. 

Programa de Pesquisa e Melhoramento da RiceTec

Permanentemente investindo em pesquisa, a RiceTec tem como foco o desenvolvimento e o lançamento de novos produtos. O diretor de Pesquisa da RiceTec, Edgar Alonso Torres Toro, destacou a importância de ações que buscam identificar as necessidades da indústria. 

“Foi uma atividade muito interessante onde pudemos demonstrar a altíssima qualidade de grão dos nossos materiais, que deve chegar em breve aos produtores do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, o que torna ainda mais importante essa relação com a indústria”, afirma Edgar Alonso.

O mais recente programa de Pesquisa e Melhoramento da RiceTec tem como principal objetivo desenvolver cultivares híbridas de arroz com alto potencial produtivo e adequada qualidade de grãos para os países do Mercosul.

Para isso, o programa realiza rotineiramente ensaios de rendimento multiambientais e diversas avaliações para determinar a resistência de seus híbridos experimentais para os diferentes estresses bióticos e abióticos presentes na cultura do arroz irrigado.

O XP117, por exemplo, é um híbrido de alto potencial produtivo, de ciclo médio (aproximadamente 135 dias), vigor inicial e capacidade de perfilamento, tolerante ao acamamento. Com relação às características de qualidade de grão, o XP117 tem rendimento de grãos inteiros, em média 62%, baixa área gessada, alto teor de amilose e baixa temperatura de gelatinização, características desejáveis para cocção.

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura