NOTÍCIAS

Ritmo nos negócios com algodão em pluma aumentaram em junho

Na média do mês de junho, o indicador do algodão registrou alta de 2,3% em relação à maio. – Foto: Wenderson Araujo/CNA

As negociações envolvendo algodão em pluma registraram ligeira melhora em junho frente aos dois meses anteriores. Ao longo do período, entregas de contratos que estavam postergadas foram realizadas, e negócios envolvendo a pluma da nova safra, fechados.

Segundo colaboradores do Cepea, compradores seguiram pressionando as cotações, pedindo maiores prazos para pagamento e buscando o produto de melhor qualidade. Já vendedores estiveram mais atentos aos trabalhos de campo, na expectativa de conseguir cumprir os contratos efetuados anteriormente. Ressalta-se que os contratos antecipados devem gerar receita maior que a obtida com as vendas nos atuais patamares de preços.

Neste cenário, os preços seguiram estáveis ao longo de todo o mês. O Indicador do algodão em pluma CEPEA/ESALQ, com pagamento em 8 dias, oscilou entre R$ 2,6923/lp e R$ 2,7271/lp em junho, ou seja, com o valor mínimo sendo apenas 1,3% menor que o máximo. Na média do mês, o Indicador fechou a R$ 2,7102/lp, 2,3% maior que o de maio/20, mas 3% inferior ao de jun/19 e 7,1% abaixo da média de março/20, quando a pandemia de coronavírus começou a ganhar força no Brasil – todas em termos nominais.

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura