NOTÍCIAS

Safra de grãos de verão no RS apresenta boas produtividades

Comercialização da soja no Rio Grande do Sul segue nas principais regiões produtoras, com ótima recuperação da cotação do produto. - Foto: Tony Oliveira/CNA

Está tecnicamente encerrada a colheita da soja no Rio Grande do Sul, com produtividades acima das 3,3 toneladas por hectare nas regiões da Fronteira Oeste e Missões, que superam a expectativa inicial de 3.218 kg/ha. Faltam ser colhidas áreas pontuais, mas os produtores estão satisfeitos com a produtividade das lavouras. De acordo com o Informativo Conjuntural, divulgado pela Emater/RS-Ascar na quinta-feira (23/05), as lavouras do tarde - fora do período recomendado pelo zoneamento agroclimático e realizado após colheita de milho ou do próprio primeiro plantio (soja do cedo) - apresentam menor produtividade média em relação aos anos anteriores, o que aponta para a possível redução desse tipo de cultivo. 

A comercialização da soja segue nas principais regiões produtoras, com ótima recuperação da cotação do produto, basicamente em razão dos prêmios pagos para carregamento e da elevação da cotação do dólar. Como principal consequência da desvalorização do real frente ao dólar americano, o preço médio da saca teve significativa elevação de 7,20% em relação à semana anterior, ficando a saca cotada em R$ 69,42.

A colheita do arroz também encerrou e a produtividade na Fronteira Oeste e Campanha e no município de Uruguaiana, por exemplo, é de 8.610 kg/ha. Na região Sul, a produtividade de referência ficou em torno de 8,1 toneladas por hectare. Destaque para Rio Grande, com produtividades que alcançaram os 9.100 kg/ha. No Litoral Norte, na área Lagunar e região Centro-Sul, após concluída a colheita, a produtividade média estimada ficou em torno de 7,5 toneladas por hectare. 

No milho, resta ser colhida apenas 5% da safra implantada. Os rendimentos também superam a produtividade estimada (7.482 kg/ha) em grande parte das lavouras. A produtividade das lavouras de grãos está sendo reavaliada e, em diversos municípios, se mostrou superior. Destaque para o caso de Bossoroca, onde a avaliação foi a melhor da história, com produtividade que alcançou quase o dobro da inicialmente esperada. 

Foi significativo o avanço da colheita do feijão 2ª safra na semana, restando ainda 37% da área implantada a ser colhida. Nas regiões do Noroeste Colonial, Celeiro e Alto Jacuí, produtividade e qualidade do grão estão sendo consideradas muito boas, principalmente em lavouras cultivadas com maior tecnologia e em condições de irrigação.

Culturas de inverno 

Prossegue o planejamento de área de plantio de trigo e a busca por crédito para financiamento das lavouras. O clima chuvoso e úmido está atrasando o plantio do trigo na região Noroeste do Estado, onde inicia na segunda quinzena de maio. Ainda assim, 5% da área estimada para esta safra já foi implantada nessa região. Nas Missões, esse percentual é menor, devido ao período preferencial do zoneamento agroclimático ocorrer nas próximas semanas. Estima-se um aumento de cerca de 4% da área em relação à safra 2018 nessas regiões, caracterizando estabilidade na área ocupada pelo cereal.

É lenta a semeadura da cevada nas regiões do Alto Jacuí, Celeiro e Noroeste Colonial, onde há aumento de área cultivada destinada à matéria-prima de ração para alimentação do rebanho leiteiro. A Ambev, principal compradora de cevada cervejeira, está buscando ampliar a área cultivada na região da Serra para a próxima safra. A semeadura na região da Serra inicia em junho e se estende até o final de julho.

Avança a implantação da cultura da canola nas regiões da Fronteira Noroeste e Missões, atingindo 44% da área prevista. As lavouras encontram-se em germinação e desenvolvimento inicial. A elevação dos preços, que acompanha os praticados pela soja, deve impulsionar o cultivo do grão na região, aumentando a expectativa da área cultivada.

Também foi significativo o avanço da implantação da aveia branca, em especial nas regiões do Alto Jacuí, Celeiro e Noroeste Colonial, onde a área supera a prevista inicialmente, por finalidades diversas: confecção de silagem, grãos para comercialização e grãos para alimentação animal. As primeiras lavouras emergidas apresentam coloração amarela das plantas, devido ao longo período com dias nublados e alta umidade.

Olerícolas e frutícolas 

Batata - Na região da Produção, especialmente no município de Ibiraiaras, onde a área de cultivo com a segunda safra é estimada em 650 hectares, o clima foi favorável ao desenvolvimento e à colheita da cultura. O produto colhido, até o momento, apresenta boa qualidade. A comercialização do saco de 50 quilos de batata branca está sendo praticada ao valor de R$ 85,00/sc.; para a batata rosa, de R$ 120,00 a R$ 140,00/sc.

Cebola 

Na região da Serra, o momento é de semeadura mais intensa da principal variedade cultivada, a Crioula, devendo ser concluída até o final do mês. Já os materiais precoces estão germinados, demonstrando bom estande e vigor, e vêm recebendo os primeiros tratos culturais, como controle químico das ervas espontâneas e tratamentos foliares para prevenção de fitopatias. No campo, vêm ganhando ritmo a prática do pré-preparo dos canteiros e a incorporação de palhadas e adubos orgânicos. Já na zona Sul do Estado, em Tavares, a expectativa é de que ocorra aumento de área plantada no município. A semeadura nas sementeiras para produção de mudas deve começar a partir desta semana. 

Nogueira Pecã 

A área de cultivo de nogueira Pecã é de 690 hectares na região do Vale do Taquari, atividade que envolve 391 famílias no cultivo desta frutífera. Anta Gorda é o município com maior concentração de produtores do Estado, 286 deles, com 500 hectares – a maior área de cultivo na região e a segunda maior área de cultivo no Rio Grande do Sul. A colheita em Anta Gorda está em andamento, com término previsto para junho. A produtividade média dos pomares adultos está estimada em 1.500 quilos por hectare. A produção total é projetada em 160 toneladas de nozes, tendo em vista que boa parte dos pomares ainda está em início de produção.

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura