NOTÍCIAS

Sorgo e milheto têm Zarc validado no Mato Grosso do Sul

Sorgo granífero e o milheto possuem altíssimo valor de proteção de solo, e fazem parte do patrimônio do agricultor brasileiro. - Foto: Wenderson Araujo/CNA

O Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc) para o cultivo de sorgo granífero e milheto em Mato Grosso do Sul ocorreu durante Reunião de Validação On-Line, realizada na quinta-feira, 13 de agosto, por meio de WebConferência. O Zarc indica os períodos mais favoráveis para plantio por cultura e por município, levando em conta as características do clima, o tipo de solo e ciclo de cultivares. A ferramenta é útil para o produtor evitar que adversidades climáticas coincidam com as fases sensíveis das culturas e para assim reduzir perdas agrícolas.

O sorgo granífero e o milheto possuem altíssimo valor de proteção de solo, e fazem parte do patrimônio do agricultor brasileiro, explicou o pesquisador da Embrapa Milho e Sorgo (Sete Lagoas, MG), Daniel Pereira Guimarães, que disse ainda que “esses grãos de origem tropical, são tolerantes a seca, apresentam alta resistência e contribuem com a cobertura do solo”.

Participaram do evento cerca de 50 pessoas, sendo representantes de cooperativas, da assistência técnica rural pública e privada, instituições bancárias, produtores de milheto e de sorgo, pesquisadores e técnicos da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Essa reunião de validação foi coordenada por Carlos Ricardo Fietz, pesquisador da Embrapa Agropecuária Oeste (Dourados/MS) e teve sua abertura realizada por Walder Antonio Gomes de Albuquerque Nunes, chefe adjunto de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa Agropecuária Oeste, . 

A reunião contou com as apresentações de Daniel Pereira Guimarães, pesquisador da Embrapa Milho e Sorgo (Sete Lagoas, MG); Eder Comunello, pesquisador da Embrapa Agropecuária Oeste (Dourados, MS) e Laurimar Gonçalves Vendrusculo, pesquisadora da Embrapa Informática Agropecuária (Campinas, SP). O encerramento do evento foi feito pelo pesquisador Silvando Carlos da Silva, da Embrapa Arroz e Feijão (Santo Antônio de Goiás, GO).

Willian Sawa, Diretor Executivo da Latina Seeds (Foz do Iguaçu/PR), responsável por atividades comerciais da empresa no Brasil e Paraguai, considerou essa reunião de validação relevante e acrescentou “essa foi a primeira reunião de validação de Zarc que participei. Eu fiquei impressionado com a quantidade de dados que a Embrapa dispõe e com a qualidade da informação que está sendo gerada pela instituição, especialmente em termos de georreferenciamento. São dados de alto nível e extremamente relevantes para os produtores”.

Zarc

O Zarc, projeto liderado pela Embrapa Informática Agropecuária (Campinas, SP), é uma ferramenta fundamental para apoiar o produtor rural no planejamento e execução de atividades agrícolas. 

Também é referência para o agricultor obter benefícios do Programa de Garantia de Atividade Agropecuária (Proagro) e para o Seguro Rural. O Zarc pode ser acessado pelo aplicativo Plantio Certo (disponível no aqui). 

Desenvolvido pela Embrapa, com apoio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e Banco Central do Brasil. O objetivo do Zarc consiste em reduzir o impacto negativo das adversidades climáticas (geadas, estiagem, excesso de chuvas, granizo, entre outros) coincidam com as fases mais sensíveis das culturas, minimizando as perdas agrícolas.

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura