NOTÍCIAS

Sustentabilidade foi tema do primeiro dia de One Agro, promovido pela Syngenta

A vocação e o inquestionável potencial agrícola do Brasil, bem como o avanço de práticas sustentáveis no campo, foram pontos comuns nas apresentações que integraram o painel “Sustentabilidade do Campo à Mesa”, parte da programação de segunda-feira, 10 de junho, primeiro dia do One Agro, promovido pela Syngenta. Moderada pela ex-Senadora e Secretária Extraordinária de Relações Federativas e Internacionais do Rio Grande do Sul, Ana Amélia Lemos, a sessão propôs uma integração entre atores da cadeia produtiva de alimentos e representantes da sociedade civil.

O Diretor Global de Agricultura da TNC (The Nature Conservancy), David Cleary, abriu o painel e chamou a atenção do público por sua visão ponderada acerca de um dos principais preceitos da sustentabilidade -  a relação entre os necessários avanços da agricultura e o respeito ao meio ambiente. Ao longo de seu discurso, David reconheceu os esforços do país no que se refere às práticas que evitam o desmatamento e salientou que só a partir do avanço de políticas públicas que as reforcem teremos, de fato, avanços sustentáveis. Corroborando com esta visão a partir da exemplos práticos, o Diretor Técnico de Produção da Bom Futuro, Inácio Modesto, tratou do aumento médio de 12% que alcança na produtividade da soja a partir a utilização da técnica ILPF – Integração Lavoura Floresta e Pecuária, tida como um dos principais pilares da sustentabilidade agrícola do País. Além disso, o porta-voz, que representa meio milhão de hectares de terras brasileiras, demonstrou que o aumento da produção do milho tem sido inversamente proporcional à área plantada do longo dos anos, graças à utilização de tecnologias agrícolas aplicadas corretamente. Na mesma linha, o Diretor Agrícola da Predilecta, Bruno Trevizaneli, expôs iniciativas como a migração de embalagens em lata para as de formato stand up pouch, responsáveis por reduções significativas na emissão de CO2 e no consumo de energia.
 
E por que tantas boas histórias e exemplos concretos como estes não alcançam e não compõem discursos da população urbana, em sua maioria crítica ao setor agrícola? Para falar sobre isso, o painel foi finalizado pela apresentação de Nicholas Vital, jornalista e autor do livro “Agradeça aos agrotóxicos por estar vivo”, que destacou a importância de uma cobertura mais objetiva do agronegócio no Brasil, baseada em informações científicas e dados apurados junto a especialistas. Ao encerrar a sessão, a ex-senadora, Ana Amélia, enalteceu o papel do produtor rural, que enfrenta desafios no campo para que tenhamos uma oferta crescente de alimentos, coerente com o aumento da população mundial.

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura