NOTÍCIAS

Tecnologia brasileira em Inteligência Artificial pode alavancar produtividade na citricultura

De acordo com os desenvolvedores, a tecnologia vai representar, além da imediata economia nos custos, ganhos de produtividade a cada safra.

Monitoramento de lavouras por drones, para identificação de doenças e carências nutricionais das plantas, não são mais novidade, no admirável mundo novo da agtech. Mas um sensor totalmente automático capaz de avaliar, um a um, os frutos de cada árvore de um pomar de laranjas, fazer estimativas de safra, detectar doenças e calcular volumetria de copa é a promessa da Adroit Robotics para incrementar a produtividade e reduzir custos em até 20% na citricultura, com aplicabilidade no futuro para outros cultivos, como café, maçã, uva e frutos em geral. Com a tecnologia LeafSense, a Adroit Robotics, startup brasileira, alia sensores avançados, algoritmos de visão computacional e aprendizado de máquina para analisar grandes volumes de imagens de alta-resolução e ajudar o produtor rural a tomar decisões. 

De acordo com os desenvolvedores, a tecnologia vai representar, além da imediata economia nos custos, ganhos de produtividade a cada safra. Com informação precisa e contínua, novos protocolos de manejo poderão ser adotados, haverá redução no tempo gasto com operações inerentes à atividade e grande otimização da mão de obra. De acordo com o economista Fábio Terracini, um dos sócios da Adroit, com o LeafSense, esse trabalho é feito através de sensores embarcados em máquinas ou implementos agrícolas da própria fazenda, sem necessidade de intervenção humana e custo extra, pois aproveita as atividades já programadas. “A contagem dos frutos chega a 93% de eficácia e o cálculo do diâmetro médio um desvio de menos de 2 milímetros”, revela.

A “cubicagem”, cálculo do volume da copa da laranjeira, também é outra possibilidade do equipamento, e permite o dimensionamento correto dos defensivos químicos nas pulverizações, com redução de cerca de 15% no uso dos insumos, além de vantagens ambientais. “Esses são atributos importantes do LeafSense, mas não são os únicos. Ele também detecta falhas no pomar, faz contagem de arvores, identifica cipós e outras daninhas, indica anomalias nas frutas e folhas, separa frutos maduros e verdes, calcula diâmetro dos frutos e permite criar um índice de maturação”, diz.

O estado de São Paulo, detentor de cerca de 80% dos pomares brasileiros, com cerca de 400 mil hectares de lavouras de laranja, é o principal mercado-alvo da empresa no momento. A estimativa é chegar a 100 mil hectares monitorados em até três anos, através de seus sensores disponibilizados para os contratantes em regime de comodato. A internacionalização e a expansão para outras culturas também fazem parte do plano da empresa. 

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura