NOTÍCIAS

Tecnologias de mandioca, banana e abacaxi são apresentadas no Bahia Farm Show

A Embrapa Mandioca e Fruticultura (Cruz das Almas, BA) participa pela primeira vez com exposição de tecnologias do Bahia Farm Show, evento que está na 15ª edição e acontece, de 28 de maio a 1º de junho, no município de Luís Eduardo Magalhães (BA). A abertura será nesta terça (28), às 10h, e contará com a presença do presidente da Embrapa, Sebastião Barbosa. Em seguida, haverá o lançamento, pela Embrapa Cerrados e a Fundação Bahia, da variedade de soja BRS 8980IPRO, recomendada para o bioma Cerrado dos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, resistente às principais doenças da soja, além de alcançar alta produtividade. O Bahia Farm Show é um dos maiores eventos do país em volume de negócios e a maior vitrine do agronegócio do Norte e Nordeste.

A Unidade, representada pelo supervisor do Setor de Gestão de Transferência de Tecnologia (STT), Fernando Haddad, e o analista Herminio Rocha, vai apresentar no estande informações sobre o Reniva (Rede de multiplicação e transferência de materiais propagativos de mandioca com qualidade genética e fitossanitária), as variedades de abacaxi e banana, BRS Imperial e BRS Princesa, respectivamente, e porta-enxertos (parte radicular da planta) de citros. Haverá também demonstração prática das técnicas de multiplicação rápida de material propagativo de mandioca e de produção de mudas de abacaxi pelo seccionamento dos talos. 

O estande contará também com a participação da Embrapa Algodão (PB), Embrapa Cerrados (DF) e Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia (DF), com exposição de tecnologias relacionadas às principais culturas da região – soja, milho e algodão, além do trigo, que vem sendo cultivado em áreas irrigadas como opção na sucessão a soja no sistema produtivo. 

Reniva

É uma rede que envolve diversos parceiros, tanto públicos como da iniciativa privada, visando à multiplicação e transferência de tecnologias que possibilitam a produção em larga escala de manivas-semente de mandioca com qualidade genética e fitossanitária, resultando na elevação das produtividades. 

Abacaxi BRS Imperial 

Além de ser resistente à fusariose, importante doença da abacaxicultura, a variedade chama a atenção pelo sabor, pois tem alto teor de açúcar. A planta tem porte médio e apresenta folha de cor verde escuro, sem espinhos nas bordas. O fruto é cilíndrico, apresenta casca de cor amarelo intenso na maturação. Por conter alto teor de ácido ascórbico, o BRS Imperial é mais resistente ao escurecimento interno. Isso é particularmente importante por se constituir em grande vantagem para os produtores que pretendem comercializar sua produção no mercado externo.

Banana BRS Princesa 

Apresenta a maioria das suas características, tanto de desenvolvimento quanto de produtividade, semelhantes ou superiores à cultivar Maçã, em escassez no mercado, por sua susceptibilidade à doença chamada murcha de fusarium. A BRS Princesa é resistente a essa doença e também às sigatokas negra e amarela. Atinge produtividade de até 40 t/ha, conforme o manejo da cultura. 

Porta-enxerto de citros 

Serão apresentadas combinações copa/porta-enxertos que podem ser usadas nas áreas cítricolas dos Tabuleiros Costeiros, da Bahia e Sergipe. A planta cítrica é constituída por dois indivíduos diferentes: porta-enxerto e copa. A combinação dos dois deve ser a mais harmônica possível. O uso indiscriminado de uma única combinação possibilita o surgimento de doenças do porta-enxerto ou que possa ser controlada por ele. Porta-enxertos híbridos de Poncirus trifoliata, induzem menor tamanho às cultivares, devendo-se dar preferência a eles em plantios mais adensados. Esses híbridos apresentam maior tolerância à podridão do pé (gomose). 

Multiplicação rápida de material propagativo de mandioca 

A baixa taxa de multiplicação da mandioca é um dos obstáculos à sua propagação em larga escala. Um método simples e barato para aumentar essa taxa é a multiplicação rápida. Consiste em cortar as hastes da planta em pedaços com duas ou três gemas e plantá-los em canteiros cobertos com plástico transparente, para reter o calor do sol. Esses canteiros são regados frequentemente, e, assim, a umidade e a temperatura elevadas induzem o brotamento das manivas. Ao atingir o tamanho de 10 a 15 cm, os brotos são cortados e postos em água, para enraizar. Por sua vez, as manivas de duas ou três gemas voltam a brotar. Dessa forma, aumenta-se consideravelmente a taxa de multiplicação da cultura.

Seccionamento dos talos de abacaxi 

A equipe da Unidade vai demonstrar o método de seccionamento do caule do abacaxizeiro, que consiste na produção de mudas a partir do desenvolvimento de gemas presentes nas inserções das folhas com o talo (caule) da planta.


ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura