NOTÍCIAS

Vitória (ES) sedia Congresso Brasileiro de Nematologia

De 3 a 7 de julho, Vitória (ES) sedia o XXXIV Congresso Brasileiro de Nematologia, que vai reunir palestrantes de renome no cenário nacional e internacional, o evento visa promover o debate de ideias em torno dos desafios e das soluções estratégicas para o manejo dos nematoides fitoparasitas. Popularmente conhecidos como vermes, os nematoides são um enorme problema para o aumento da produtividade agrícola em todo o mundo, apesar do tamanho minúsculo.

Preside a comissão organizadora o pesquisador Dimmy Barbosa, da Embrapa Mandioca e Fruticultura (Cruz das Almas, BA), Unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), atualmente titular da Superintendência Federal de Agricultura do Espírito Santo. “Na 34ª edição, o congresso propõe um aprofundamento sobre as táticas de manejo, os danos causados por nematoides e o impacto atual na agricultura e na economia do Brasil”, explica Barbosa.

No Brasil, os danos causados pelos nematoides foram primeiramente relatados no século XIX e, desde então, é um dos principais problemas fitossanitários em várias culturas no nosso país, causando perdas na produtividade, qualidade e valor comercial dos produtos.

O evento atraiu a inscrição de 130 trabalhos em forma de pôster classificados em sete sessões: Controle biológico; Controle químico e epidemiologia; Controle genético e hospedabilidade; Biologia; Taxonomia, Biologia molecular, Levantamentos e ocorrências; e outros.

Este ano, acontece a quarta edição do SBN Kids, um encontro da direção da Sociedade Brasileira de Nematologia e alguns pesquisadores com estudantes de graduação e pós-graduação para tratar de assuntos da área. “A diretoria da SBN participará apenas do início da SBN Kids 2017, para tirar eventuais dúvidas ou fazer alguma sugestão. O restante da reunião ficará a cargo dos estudantes para conversarem e formularem propostas. Logo após, teremos a Assembleia da SBN, quando [os estudantes] terão que eleger dois representantes para o Conselho Consultivo da entidade”, informa Ricardo M. Souza, presidente da SBN.

Participação da Embrapa
No dia 3, a palestra de abertura “Avanços e desafios da pesquisa agropecuária brasileira” será ministrada pelo pesquisador da Embrapa Eliseu Roberto Alves, assessor da presidência da Embrapa, tendo como moderador Alberto Duarte Vilarinhos, chefe-geral da Embrapa Mandioca e Fruticultura.

No dia 4, às 13h55, a mesa-redonda “Fertilidade do solo e nutrição de plantas no manejo de fitonematoides” terá como moderador o pesquisador Aldo Vilar Trindade. Das 14h40 às 15h40, Microbiologia do solo no controle biológico é o tema da sessão apresentada por Mariana R. Fontenelle (Embrapa Hortaliças, Planaltina, DF).

No dia 5, a mesa-redonda “Interação nematoide-solo-planta” vai ter a participação de dois pesquisadores da Embrapa: Henrique Debiasi (Embrapa Soja, Londrina, PR) fala sobre “Qualidade do solo e danos de nematoides em sistemas de produção” enquanto Maria de Fátima Grossi de Sá (Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, Brasília, DF) aborda os “Mecanismos envolvidos na interação nematoide-planta”. Das 17h às 18h30, haverá as apresentações simultâneas: “Manejo de nematoides nas culturas do coqueiro e da goiabeira: desafios e perspectivas”, de José Mauro Castro (Embrapa Semiárido, Petrolina, PE) e “Manejo de fitonematoides em hortaliças”, de Jadir Borges Pinheiro (Embrapa Hortaliças, Planaltina, DF).

No dia 6, o tema “Manejo de fitonematoides em fruteiras temperadas” será apresentado por César Bauer Gomes (Embrapa Clima Temperado, Pelotas, RS) enquanto Dimmy Barbosa apresenta a sessão “Manejo de fitonematoides em fruteiras tropicais”.

Tecnologias expostas
No estande da Embrapa, diversas tecnologias vão ser divulgadas, como a compostagem orgânica, a Rede de multiplicação e transferência de manivas-semente de mandioca com qualidade genética e fitossanitária (Reniva) e a câmara de multiplicação rápida de material propagativo de mandioca. O estande também vai promover a degustação de beiju, iguaria produzida a partir da fécula (goma ou polvilho) da mandioca.

Fruticultura
Um dos destaques da Embrapa no CBN deve ser o abacaxi BRS Vitória, destinado ao Espírito Santo. Resistente à fusariose, principal doença da cultura, a variedade dispensa o uso de agroquímicos.

Entre as variedades de banana da Embrapa, os participantes do evento vão conhecer a BRS Princesa, que apresenta a vantagem de ter sabor muito semelhante ao da banana-maçã e ser tolerante ao mal-do-Panamá e resistente à Sigatoka-amarela, que são as principais doenças que atacam a cultura.

O público também vai poder tirar dúvidas sobre a acerola BRS Rubra, que pode atender à demanda dos mercados interno e externo, tanto para indústria de processamento quanto para consumo de fruta fresca de acerola.

O CBN é uma realização de Mapa, Embrapa, Instituto Federal do Espírito Santo e Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e tem o patrocínio de Adama, Stoller, Laboratório Farroupilha e Lallmand e o apoio de Syngenta, FMC, Dupont e Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-ES). Mais informações: http://www.congressodenematologia.com.br/

Serviço:
Evento: XXXIV Congresso Brasileiro de Nematologia
Período: 3 a 7/7/2017
Local: Centro de Convenções Vitória, Vitória (ES)
Informações: http://www.congressodenematologia.com.br/

ver mais notícias
CADASTRO DE NEWS
  • Receba por e-mail as últimas notícias sobre agricultura